INFORMATIVO JUNDIAÍ

TEMPLATE_130316Nova multinacional chega a Jundiaí com mais de R$ 230 mi

Mais uma multinacional com base tecnológica tem data marcada para iniciar as atividades em Jundiaí: a sueca AAK, líder mundial na fabricação de óleos e gorduras vegetais usados pela indústria alimentícia, deve inaugurar sua primeira fábrica no Brasil no fim do primeiro semestre, segundo a assessoria de imprensa do grupo.

O investimento para a construção foi de US$ 58 milhões (R$ 232 milhões). Pelo menos 120 novos postos de trabalho devem ser criados pelo empreendimento, além de mais 20 terceirizados. O departamento de RH da empresa avalia a possibilidade de captar parte dos funcionários pelo Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT) de Jundiaí.

Escolhida entre outras cidades para receber o polo fabril, Jundiaí negociou por mais de seis meses, em 2014, para ser destinatária do aporte sueco. Para o secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Marcelo Cereser, a mobilização da secretaria para concretização do Parque Tecnológico e o desenvolvimento de políticas públicas para atrair e reter novos investimentos foram imperativos para a preferência da cidade.

“Nas conversas com o grupo, fiz questão de destacar os investimentos de Jundiaí para fortalecer o parque de indústrias de vocação tecnológica, e isso foi fundamental. Mesmo com a redução sensível de investimentos privados em todo país, Jundiaí disputa e busca cada nova oportunidade com o seu reconhecido potencial econômico”, certifica o secretário Cereser.

As obras tiveram início ainda em 2014 em uma área de 39 mil m² no Parque Industrial. Em 2016, a AAK conseguiu aprovar junto ao banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) uma linha de R$ 35 milhões para custear o futuro centro de inovação e concluir as obras de expansão.

A multinacional prevê uma capacidade produtiva de 120 mil toneladas de óleos por ano na praça brasileira.

“Boa parte dessa mão de obra vai ser composta por engenheiros de alto nível, que trazem valor agregado para a economia local. São pessoas que vão consumir em bons restaurantes, morar em áreas privilegiadas, fazer compras na cidade e aquecer a economia. Nossa expectativa é a melhor possível”, antevê Cereser.

Jundiaí foi recomendada ao grupo sueco pelo Investe São Paulo, órgão Estadual que prospecta, promove e recomenda investimentos em cidades do Estado com potencial compatível com a planta apresentada pelo investidor. Em abril de 2015, Cereser e o diretor de fomento à Ciência e Tecnologia, José Dimas Gonçalves, visitaram o presidente da entidade, Juan Quirós, justamente para encurtar laços e capitalizar o portfolio de Jundiaí.

Com unidades produtivas operando em dez países, como Dinamarca, Suécia, Holanda, Bélgica, EUA, entre outros, a investida segue a tendência favorável da chegada de novas empresas ao município, como Mane, Kisabor, Panpharma, Varian, GLP, Grupo Pão de Açúcar, Covabra, Solev entre outras. Graças ao programa municipal Desenvolve Jundiaí, tutelado pela secretaria, um montante de R$ 600 milhões já é previsto para aportar à cidade.

Fonte: jundiaionline.

#yaridimoveis  #imobiliariaemjundiai  #jundiai  #informativojundiaiyarid

……………………………………………………..
Yarid Consultoria Imobiliária
Imobiliária em Jundiaí – SP
Realizar seus sonhos é a nossa meta.
www.yaridimoveis.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>