DICA

template_311016Ar puro dentro de casa

As áreas externas de apartamentos, antes muito reduzidas, passaram a chamar a atenção do mercado imobiliário e ganharam nova roupagem. As sacadas, agora chamadas de varanda gourmet ou terraço gourmet, ganharam status e tornaram-se parte importante do imóvel, chamando a atenção de moradores e adquirindo novas funções.

O espaço, hoje maximizado, tornou-se um ambiente de convívio social importante da casa sendo, por vezes, o principal deles. O ambiente não é exclusividade de residências de luxo. Ele é objeto de desejo mesmo em imóveis mais acessíveis como “studios” e apartamentos de um quarto, pois favorecem a valorização dos espaços e o visual aconchegante, com sofás, coifas e mini cozinhas equipadas. O espaço, que agrega sofisticação e conforto seja para descanso ou diversão em família e com amigos, também agrada aos que preferem variar e transformar o almoço cotidiano, por exemplo, em um momento único e ao ar livre.

Mas, antes de pensar no projeto de decoração que atenda a necessidades com essa, é preciso conhecer alguns aspectos:

-  Tanto espaços amplos como compactos permitem sua implantação;
-  Quanto mais funções a varanda tiver, menor será o “entra-e-sai” dela para a cozinha;
-  Pia, churrasqueira e bancada já caracterizam uma bela varanda. Frigobar, adega, cooktop, chopeira, etc. também são boas pedidas;
-  A integração das varandas com outros cômodos do apartamento geram maior funcionalidade e eliminando paredes e portas, permitindo elaboração ainda maior e desenvolvimento da criatividade;
-  O envidraçamento das sacadas permite sua utilização o ano todo;
-  Móveis multifuncionais e com rodízios facilitam a implantação de um espaço gourmet em uma varanda compacta.

MONTANDO A VARANDA

A escolha dos móveis é muito importante para deixar a sua varanda mais bonita e funcional. Dependendo da dimensão do seu espaço, você pode optar por móveis menores que se adaptem ao seu projeto, de modo a integrá-los com todo o ambiente e, claro, sem deixar de lado a função a que cada um deles se propõe. Mesas redondas, por exemplo, facilitam a circulação e tornam a interação mais próxima no momento das refeições. Já para varandas maiores, mesas retangulares comportam mais pessoas e permitem diversas configurações para dispor os assentos, favorecendo o uso de bancos sem encosto.

Combinando com o mobiliário, que em sua maioria é feito de materiais como madeira e fibra sintética, outro fator que torna o espaço mais convidativo é a proximidade com a natureza. A presença de plantas e vasos dão um efeito decorativo, especialmente em se tratando de jardins verticais. Montados com painéis, vasos e placas de fibra de coco, eles deixam o ambiente mais bonito e charmoso, além de trazer a natureza para o interior da sua casa.

O uso de mini hortas também está de acordo com a proposta culinária da varanda – permitindo, assim, ter hortaliças fresquinhas e sem agrotóxicos sempre à mão. Para completar a decoração, enfeites como gaiolas, lanternas e velas também acrescentam charme e personalizam a varanda, já que eles podem ser utilizados de diversas maneiras.

Com uma grande variedade de cores, texturas e formas, esses elementos podem ser escolhidos de acordo com a proposta geral, seja no quesito decorativo ou funcional, desde que priorizem o conforto e bem-estar característicos das varandas gourmet.

Fonte: Leroy Merlin.

#yaridimoveis  #imobiliariaemjundiai

……………………………………………………..
Yarid Consultoria Imobiliária
Imobiliária em Jundiaí – SP
Realizar seus sonhos é a nossa meta.
www.yaridimoveis.com.br

INFORMATIVO JUNDIAÍ

template_301016Rotas turísticas trazem atrações a moradores jundiaienses e visitantes

Reconhecida no principal grupo de municípios paulistas (A/B) no Mapa Turístico do Estado de São Paulo, a cidade de Jundiaí se apresenta como um dos principais municípios de visitas de lazer de curta distância (ao lado das viagens de negócios) e tem entre suas diversas atrações as rotas que destacam áreas rurais, paisagens, adegas, restaurantes campestres e produtos típicos. As opções também são cada vez mais valorizadas pelos moradores.

São atualmente quatro rotas em diferentes estágios de consolidação – a Rota da Uva, a Rota da Terra Nova, a Rota do Castanho e a Rota da Cultura Italiana.

De acordo com a Secretaria de Agricultura, Abastecimento e Turismo, a adesão ao formato das rotas turísticas é aberto e espontâneo, com assessoria técnica na criação e consolidação.

Rota da Uva
A primeira das rotas, na bacia do rio Jundiaí-Mirim (na região com partes de Caxambu, Roseira, Toca, Jundiaí-Mirim e Colônia), conta atualmente com 12 adegas (Vendramin SibinelNegrini,MingottiMazieroMartinsMarquesinJuca GalvãoFontebassodo PortuguêsBrunholi e Beraldo di Cale).

Também participam da rota 15  restaurantes, alguns dos quais anexos às adegas e mais: Vendinha do Alto,  SpiandorelloRecanto MarquezinPiatti BelliO ItalianãoEstação FazendaDon MartêBistecãoBar do Celso e  A Taverna.

Ao longo da rota também são encontradas lojas especiais, como as frutas da Barraca Roseira ou Por Falar em Uva, a microcervejaria Bier Nards, espaços de selaria, como a Casa da Fazenda, ou produtos de fábrica da Cereser e também de produtos artesanais, como o Valsanglau, entre outros.

Os principais acessos para a Rota de Uva são a rodovia João Cereser, pela malha rodoviária, e a avenida Comendador Antonio Borin (antiga Estrada do Caxambu), pela malha urbana.

Rota da Terra Nova
Outra rota marcada pela paisagem rural está  na região entre a Serra do Japi e a Serra dos Cristais. Entre suas atrações estão restaurantes campestres, como o Japiapé, os passeios do Haras Terra Nova, as conservas artesanais da Clamar, os embutidos da Pavan – Boutique do Porco, os cafés do Bookafé ou as visitas agendadas do Viveiro Terra Nova.

Os principais acessos para a Rota da Terra Nova são a rodovia Anhanguera, pela malha rodoviária, e a avenida 14 de Dezembro e avenida Engenheiro Tasso Pinheiro (antiga Estrada da Terra Nova), pela malha urbana.

Rota do Castanho
Uma outra rota em articulação, na região da Serra dos Cristais, tem como sua principais referências o Restaurante Serra dos Cristais e também a tradicional Vinícola Castanho. Tem ainda a participação do Sítio do Ivan, com produção que integra as feiras semanais de orgânicos e recebe visitas agendadas.

O principal acesso para a Rota do Castanho é a rodovia Tancredo Neves (antiga Estrada Velha de São Paulo).

Rota da Cultura Italiana
A quarta rota turística, também em articulação na região do Traviú, conta com o restaurante Travitalia, as adegas Santa Cecília e Bella Vista, o espaço de eventos Villa Traviú e famílias desse setor, que oferecem também cafés, cervejas artesanais e outros produtos típicos de famílias dessa região da cidade (como as massas La Favolla).

O principal acesso para a Rota da Cultura Italiana é a rodovia Anhanguera, pela malha rodoviária, e avenidas Pedro Clarismundo Fornari e da Uva (antiga Estrada do Engordadouro), pela malha urbana.

Circuito Turístico
As rotas, que valorizam o turismo rural e a conservação do cinturão verde de Jundiaí, fazem parte do cenário mais amplo da cidade, que abrange muitas outras atrações. Uma boa parte desse levantamento está disponível no portal Turismo Jundiaí.

Fonte: jundiaionline

#yaridimoveis  #imobiliariaemjundiai  #jundiai  #informativojundiaiyarid

……………………………………………………..
Yarid Consultoria Imobiliária
Imobiliária em Jundiaí – SP
Realizar seus sonhos é a nossa meta.
www.yaridimoveis.com.br

 

 

 

VOCÊ SABIA?

template_281016

Vinagre é um poderoso aliado na limpeza da casa

Produto é um agente de limpeza eficiente e tem mil e uma utilidades nos afazeres domésticos. Confira dicas de como utilizá-lo

Dar conta da limpeza da casa nem sempre é tarefa simples. Algumas sujeiras, odores e manchas teimam em dar trabalho para desaparecer. Muitas vezes, não adianta ficar no esfrega-esfrega ou usar todo tipo de produto químico ou industrializado para se livrar da sujeira e do cheiro indesejados. A solução pode estar em um produto totalmente inusitado: o vinagre pode servir como um coringa na limpeza da casa. A sua função vai além de temperar saladas e ele pode ser um forte aliado nos afazeres domésticos. Sem contar que o com o preço bastante acessível para qualquer bolso. Conheça as mil e uma utilidades do vinagre.

O vinagre é um aliado da limpeza em uma residência porque ele é um agente de limpeza eficiente. “Ele possui em sua composição uma grande quantidade de ácido acético e age como desengordurante, eliminador de odores e desinfetantes”, afirma Miriam Cansian, arquiteta, personal organizer e proprietária da Miorganiza, consultoria em organização.

Mas não é qualquer tipo de vinagre que será útil na limpeza da casa. “O recomendado para uso em tecidos e superfícies domésticas é o vinagre branco ou o vinagre de álcool, que não possuem corantes e nem aromas de frutas presentes nos usados para fins culinários”, explica a personal organizer.

O vinagre não é apropriado para ser usado em revestimentos de verniz e cera porque ele pode prejudicar a textura. Para além disso, não há contra-indicação quanto ao uso do vinagre, porém alguns cuidados devem ser tomados, uma precaução válida para o uso de qualquer produto. Por conta do cheiro forte, é aconselhável usar o vinagre diluído em água. Também evite o contato com mucosas durante o uso.

Pode-se utilizar o vinagre como alternativa para limpeza e manutenção em diversas atividades da casa. Além da facilidade, pesa pouco no bolso por ser um produto acessível a todo tipo de orçamento. Muitas vezes, inclusive, pode sair até mais barato do que um produto industrializado.

Confira 10 dicas de como utilizar o vinagre na limpeza da casa:

1 – Para retirar cheiro de mofo

O mofo é causado por fungos que se proliferam em ambientes quentes e úmidos. Ele pode ter origem em armários localizados em ambientes com pouca ventilação e iluminação e pode transferir para os pertences o odor característico. Para acabar com esse cheiro, esvazie o armário, deixe uma bacia com vinagre branco por uma noite e passe o pano úmido no seu interior no dia seguinte. Espere secar para só depois colocar os objetos e roupas de volta.

2 – Para retirar manchas amareladas

Roupas, roupas de cama e banho e panos de prato guardados em armários úmidos acabam ficando com um tom meio amarelado e um cheiro característico, com o passar do tempo. Estas características não saem com lavagens simples e dão uma impressão de que as peças estão mal cuidadas. Para resolver, misture em um borrifador a mesma quantidade de água e vinagre e espirre sobre as manchas antes de colocar a peça para lavar.

3 – Para retirar manchas de suor

Faça uma pasta de vinagre branco e bicarbonato de sódio e esfreque a região, geralmente colarinhos e axilas, com essa solução. Deixe agir por cerca de15 minutos e lave toda a peça como de costume.

4 – Para retirar manchas secas de café

É bem simples porque basta esfregar a área com vinagre branco e esperar agir por um tempo entre 5 e 10 minutos. Depois é só lavar a peça.

5 – Para remover sujeira de rejuntes no banheiro

Os rejuntes do banheiro acumulam, naturalmente, mofo por conta do vapor do chuveiro. Mas a solução é simples: pegue uma escova de dentes velha e, com ela, aplique uma boa quantidade de vinagre puro. Basta deixar agir por duas horas e lavar com água e sabão.

6 – Para remover sujeira de panelas

Se algum alimento ficou grudado na parte interna, lave para tirar o excesso e depois coloque a panela no fogo com quatro colheres de vinagre. Deixe ferver, espere esfriar e lave novamente.

7 – Para desengordurar o fogão

A gordura teima e demora para sair depois de fazer frituras, até mesmo quando quando passa detergente. Retire o excesso com papel absorvente, deixe um pouco de vinagre sobre a área do fogão e também na frigideira por 15 minutos antes de começar a limpeza. Só então esfregue com um sabão neutro e uma esponja não abrasiva.

8 – Limpeza da lavadora de pratos

Se deixar acumular sujeira na máquina de lavar louças pode acabar ficandocom um cheiro desagradável. Para dar fim à gordura impregnada, coloque uma xícara de chá de vinagre branco no recipiente interno e comece um ciclo de pré-lavagem.

9 – Para eliminar odor de urina de pet pela casa

O vinagre puro pode servir como um santo removedor. Mas não se esqueça que o vinagre deve ser sempre o branco. Use um papel toalha para secar o local, limpe o lugar com um pano embebido em uma solução com dois terços de água morna e um terço de vinagre. Aplique um pouco do produto puro sobre a área para finalizar e deixe secar naturalmente. Uma dica é usar sempre panos de limpeza para seu pet separados dos panos de limpeza do resto da casa.

10 – Para eliminar o odor forte dos ralos

Os principais responsáveis pelo odor são água parada, gordura e o acúmulo de sujeira. Para eliminar o mau cheiro, existe uma mistura poderosa: um quarto de xícara de chá de bicarbonato de sódio e meia xícara de chá de vinagre branco. Cubra o ralo e deixe agir por alguns minutos. Depois é só enxaguar com muita água quente.

Fonte: Zap Imóveis.

#yaridimoveis  #imobiliariaemjundiai

……………………………………………………..
Yarid Consultoria Imobiliária
Imobiliária em Jundiaí – SP
Realizar seus sonhos é a nossa meta.
www.yaridimoveis.com.br

MERCADO IMOBILIÁRIO

template_241016Veja o que não pode faltar no contrato de compra do imóvel

O contrato deve ser bem elaborado com cláusulas claras e objetivas

O contrato de compra e venda de imóvel é um documento de extrema importância. Sendo um dos contratos mais relevantes que muitas pessoas assinam em suas vidas, pelo valor monetário e importância emocional e material do bem, é imprescindível discutir seus termos antes da assinatura.
Por isso, é recomendado que o consumidor contrate um advogado para assessorá-lo durante o processo de aquisição do imóvel.

Segundo a advogada Marina Paula de Faria, é no momento da análise do contrato que podem ser levantadas todas as dúvidas inerentes à transação e ser verificadas a coerência de todas as cláusulas. Se houver alguma cláusula que dê margem à dúvida, o contrato deve ser refeito e essa incoerência deve ser eliminada.

O contrato deve ser bem elaborado com cláusulas claras e objetivas, que não deem margem a interpretações diversas e, como ponto essencial, deve ser feito de acordo com cada transação específica.

Existem cláusulas imprescindíveis, tais como as informações sobre os contratantes: o comprador e o vendedor, uma perfeita descrição do imóvel, objeto do contrato, seu valor e as condições de pagamento.

Outro requisito importante é o período necessário para a entrega do imóvel e dos documentos referentes a ele, a situação de eventuais pendências, como IPTU e contas de água e energia.

Para garantir o cumprimento de todas as cláusulas, é preciso estabelecer as sanções cabíveis, quando houver o descumprimento dos acordos estabelecidos, cita a advogada.

É preciso saber se há alguma pendência a ser paga, se a escritura está em ordem, se a inscrição no cartório está atualizada, se há algum imposto ou taxa que não foi regularizado.

Na compra e venda na planta é necessário observar o prazo do início das obras e de sua entrega, o valor total do imóvel e as condições de pagamento e financiamento. Também é preciso verificar a qualificação dos representantes e os dados da incorporadora, periodicidade dos reajustes e as formas de correção de saldo e parcelas, além dos possíveis casos de rescisão.

O comprador precisa ter todas as informações sobre o seu futuro imóvel, como área, tanto a útil quanto a comum, vagas de estacionamento, no caso de apartamento, e um memorial descritivo, contendo todas as informações de acabamento do imóvel, quando estiver pronto.

O fornecedor é obrigado a prestar todas as informações relativas ao imóvel e é importante certificar-se de que:

– As promessas contidas no material publicitário ou feitas pelo corretor na fase de negociação foram contempladas no contrato;

– O projeto de construção foi aprovado pelas autoridades competentes;

– A incorporação está regular perante o Cartório de Registro de Imóveis competente;

A Lei 4.591/64 condiciona a comercialização das unidades pelo incorporador ao arquivamento de uma série de documentos no Cartório de Registro de Imóveis:

– Certidões negativas de débitos tributários e previdenciários;

– Aprovação do projeto do empreendimento pelas autoridades competentes;

– Minuta da futura Convenção de Condomínio;

– Memorial descritivo das especificações da obra, etc;

Qualquer pessoa pode obter cópia desses documentos no Cartório e o incorporador é obrigado a apresentar tais documentos ao consumidor.

Fonte: Zap Imóveis

#yaridimoveis  #imobiliariaemjundiai

……………………………………………………..
Yarid Consultoria Imobiliária
Imobiliária em Jundiaí – SP
Realizar seus sonhos é a nossa meta.
www.yaridimoveis.com.br

 

 

 

 

INFORMATIVO JUNDIAÍ

template_231016Jundiaí sedia seminário estadual sobre água e saúde

Estão abertas as inscrições para o 6º Seminário Estadual Água e Saúde – Segurança Hídrica e Proteção da Saúde, que este ano será em Jundiaí, nos dias 9 e 10 de novembro. O evento é uma iniciativa conjunta do Centro de Vigilância Sanitária de São Paulo, da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (USP) e do Comitê Permanente para Gestão Integrada da Qualidade da Água e, nesta edição, conta com a parceria da Prefeitura e do Sesc Jundiaí, além da Assessoria Especial para Assuntos Internacionais do Governo do Estado de São Paulo.

O seminário será no auditório do Sesc Jundiaí e é direcionado para profissionais das diferentes esferas do Sistema Único de Saúde (SUS) e dos órgãos de Meio Ambiente, de Saneamento e Recursos Hídricos, estudantes e pesquisadores de universidades, representantes da sociedade civil e especialistas de instituições públicas e privadas que tenham interesse no tema. As inscrições podem ser feitas pela internet.

A programação contará com a participação de renomados especialistas no assunto, como Mathew Kurian, do Instituto para a Gestão Integrada dos Fluxos de Materiais e Recursos da Universidade das Nações Unidas (UNU-Flores), que falará sobre a gestão integrada de recursos hídricos na abertura da conferência, no dia 9. Também já está confirmado para o primeiro dia o painel “Proteção e promoção para uma vida saudável”, com debate sobre os temas “Saúde em todas as políticas e ações intersetoriais” e “Determinantes sociais, ambiente e saúde”.

Ainda no primeiro dia, está programada a conferência “Paisagem e restauração ecológica dos recursos hídricos”, com Thierry Jacquet, e o painel “Recursos Hídricos para uma vida saudável”, que vai abordar temas como gestão de recursos hídricos no Estado de São Paulo, gerenciamento de recursos hídricos na bacia hidrográfica dos rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí, programas nascentes e planejamento da cidade para garantir água segura.

No dia 10, o evento tem início com a conferência “Segurança Hídrica e Qualidade da Água em Portugal”, ministrado por Maria Cecília Dias Pires Alexandre de Matos, coordenadora do Departamento de Qualidade da Água, entidade reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos de Lisboa (Portugal). Na sequência, está marcado o painel “Tratamento de água para uma vida saudável”. No período da tarde, estão previstos a conferência “A Água como Questão Global – 8º Fórum Mundial da Água 2018” e o painel “Potabilidade para uma vida saudável”.

Seminário
A cada edição do seminário buscam-se novas e criativas combinações, de modo a garantir abordagens inovadoras das relações entre a água e a saúde. Não será diferente nesta sexta edição do evento, uma vez que neste ano a coordenação será partilhada com a Prefeitura de Jundiaí, por intermédio da Secretaria de Saúde, e com o Serviço Social do Comércio – Sesc Jundiaí. Essa parceria expande o debate e promove maior interação entre visões técnicas, gerenciais, acadêmicas e culturais.

Tais arranjos preveem uma programação elaborada com base na interação com outros importantes atores que têm discutido intensamente a gestão da água no Estado de São Paulo, como as agências reguladoras, o Ministério Público Estadual e Federal, as universidades, as empresas de saneamento, bem como o Ministério da Saúde e outras entidades.

A partir dessa ampla interlocução, o evento deste ano abordará as relações entre segurança hídrica e proteção da saúde. Tema caro aos que lidam com a gestão integrada dos recursos hídricos e com políticas de saúde pública, a questão da segurança da água se impõe no contexto do desenvolvimento sustentável e da saúde como direito de todos, influenciando diretamente o acesso universal à água potável.

Fonte: jundiai.sp.gov.br

#yaridimoveis  #imobiliariaemjundiai  #jundiai  #informativojundiaiyarid

……………………………………………………..
Yarid Consultoria Imobiliária
Imobiliária em Jundiaí – SP
Realizar seus sonhos é a nossa meta.
www.yaridimoveis.com.br

VOCÊ SABIA?

template_211016Curiosidades sobre os condomínios fechados em diversos países

Que os condomínios fechados já caíram no gosto e na preferência dos brasileiros, isso já sabemos. Por isso, hoje vamos mostrar  algumas curiosidades sobre condomínios em diversos países, qual a sua funcionalidade e suas diferenças em relação aos condomínios fechados do Brasil.

Você sabia que na Austrália são relativamente raros os condomínios fechados? Dos poucos existentes em grande parte do país, a maioria foi construído na década de 80, os mais conhecidos foram implantados em Hope Island, em  Queensland. E o mais curioso é que na Austrália é muito comum que os condomínios tenham campos particulares para prática de golfe…é que os australianos adoram o esporte, muito popular no País.

Na Argentina o primeiro condomínio, o Tortugas Country Club, data das décadas de 30 e 40. Mais recentemente nos anos 90, houve uma expansão enorme no número de condomínios na Argentina. Os condomínios com maior destaque são aqueles que se situam na área metropolitana de Buenos Aires. Entre eles, os condomínios situados no condado de Pillar, à 60 km ao norte da cidade e os situados em outras localidades suburbanas da cidade, como no bairro de Nordelta.

Nas Filipinas há um grande número de loteamentos ou condomínios fechados, os quais  localmente são chamados de loteamentos. As pessoas  mais ricas e famosas vivem no Forbes Park, na cidade de Makati, área metropolitana de Manila, na cidade de Pasig.Há também o Villa Verde, um conjunto de seis condomínios de alto padrão.

No Canadá as leis são diferentes e proíbem o fechamento com cercas nas áreas habitadas. O governo Canadense acredita que áreas cercadas podem impedir ou atrasar o acesso de ambulâncias em situações de emergência. Contudo, no Canadá ocorre o desenvolvimento de loteamentos que possuem todas as características de um condomínio fechado comum, mas o curioso é que na maioria desses loteamentos, nas portarias de entrada tem apenas um portão simbólico que mais serve de decoração e que também serve para dar a impressão de exclusividade aos moradores.

Já na China, nos últimos anos aconteceu um verdadeiro boom no número de novos condomínios fechados, muito comum principalmente, em Pequim. Lá, como em muitos outros lugares do mundo, os condomínios fechados construídos focam o mercado de luxo das classes mais altas, e a grande maioria de moradores desses condomínios são estrangeiros trabalhadores das empresas multinacionais. E é em função do grande número de estrangeiros em condomínios chineses, que cada vez mais, empresas internacionais priorizam localidades próximas a esses desenvolvimentos.

Na Tailândia, o mais famoso e conhecido desenvolvimento residencial fechado do país, é o Nichada Thani, construído em torno da Escola Internacional de Bangkok.

No México, devido ao resultado da grande disparidade na distribuição de renda no país, os condomínios fechados mexicanos, são comuns e normalmente encontrados nas maiores cidades do país, entre elas Guadalajara, Monterrey e Cidade do México.

Em Portugal também é crescente a construção de condomínios fechados nos últimos 13 anos. No norte do País podemos destacar o condomínio fechado do Paço da Boa Nova, lindíssimo por sinal.

Assim como na Argentina, aqui no Brasil possuímos muitos condomínios. Eles se tornaram  comuns nos arredores das grandes cidades brasileiras, especialmente, nas áreas metropolitanas de São Paulo, Curitiba, Rio de Janeiro, entre outras. Citamos como exemplo um dos subúrbios de São Paulo, o  Tamboré… ele  possui  6 condomínios popularmente conhecidos como Tamboré 1, 2, 3, 4, 5 e 6. Os condomínios começaram a surgir como uma alternativa para as classes média e alta. Suas  construções foram  implantadas na década de 70, quando foi desenvolvido o primeiro projeto de larga escala de um condomínio, o Alphaville de Barueri.

Fora todas estas curiosidades, nos dias atuais as pessoas que buscam, status, prestígio, segurança, estilo diferente de vida, optam cada vez mais por moradia em condomínios fechados.

Fonte: Salles.

#yaridimoveis  #imobiliariaemjundiai

……………………………………………………..
Yarid Consultoria Imobiliária
Imobiliária em Jundiaí – SP
Realizar seus sonhos é a nossa meta.
www.yaridimoveis.com.br

FINANCIAMENTO

template_171016Antecipar a quitação do financiamento garante desconto?

Segundo artigo 52 parágrafo segundo do Código de Defesa do Consumidor, é direito de todo consumidor/devedor ser beneficiado com descontos proporcionais de juros e demais acréscimos quando antecipa o pagamento de débitos cuja origem está vinculada à concessão de crédito. Como você realizou um financiamento, então este direito está assegurado por lei.

Caso o banco insista em negar o desconto, você pode fazer prevalecer este direito mediante uma ação judicial.

Apenas em casos de aquisição de bens por meio de leasing, operação que não é caracterizada concessão de crédito, mas sim como uma espécie de aluguel com opção de compra, a redução de juros não é obrigatória. O leasing é comumente praticado em negócios que envolvam a aquisição de veículos.
Fonte: Exame.

#yaridimoveis  #imobiliariaemjundiai

INFORMATIVO JUNDIAÍ

template_161016Cidade vai Ganhar Centro de Inovação

Depois de reformular a incubadora de empresas, garantindo a sobrevivência de startups, a Prefeitura tem investindo com o Governo do Estado e o Sindicato do Comércio no Centro de Inovação, no bairro Fazenda Grande.

O objetivo é fomentar o desenvolvimento tecnológico na cidade, trazendo empresas de ponta e também oferecendo cursos para qualificação de mão de obra.

O Parque Tecnológico Tecnovale Jundiaí está sendo construído em uma área de 216 mil metros quadrados no vetor oeste do município e vai contar com quadras formadas por núcleos de pesquisa, formação ou produção em torno de laboratórios centrais.

Fonte: Jornal da Região.

#yaridimoveis  #imobiliariaemjundiai  #jundiai  #informativojundiaiyarid

……………………………………………………..
Yarid Consultoria Imobiliária
Imobiliária em Jundiaí – SP
Realizar seus sonhos é a nossa meta.
www.yaridimoveis.com.br

VOCÊ SABIA?

template_141016A escadaria que leva a lado nenhum e que custou 134 milhões de euros

O controverso monumento “Vessel” será construído no novo projeto urbanístico de Hudson Yards, em Nova Iorque (EUA), e deverá estar concluído em 2018. Trata-se de uma estrutura pensada pelo – também controverso – designer britânico Thomas Heatherwick e suscitou polémica por ser uma enorme estrutura em forma de cesto e com uma escadaria com milhares de degraus que levam a lado nenhum…

Alguns vêm uma selva, outros um favo de mel. Mas Stephen M. Ross, o multimilionário fundador e presidente da Realated Companies, a empresa que está a construir o Hundson Yards, juntamente com o Oxford Properties Group, batizou o monumento de “Vessel: o alpinista social”. O preço? Custará mais de 150 milhões de dólares (134 milhões de euros).

Segundo o designer, o projeto inspira-se nas escadarias típicas da Índia e também nos tradicionais baloiços infantis.

Futuro monumento Vessel, em Nova Iorque monumento-vessel-nueva-york1

O controverso monumento será construído no novo projeto urbanístico de Hudson Yards, em Nova Iorque (EUA), e deverá estar concluído em 2018. Custará mais de 150 milhões de dólares (134 milhões de euros).

Futuro monumento Vessel, em Nova Iorquemonumento-vessel-nueva-york2

Trata-se de um imóvel projetado pelo controverso designer britânico Thomas Heatherwick. Suscitou polêmica por ser uma enorme estrutura em forma de cesto e com uma escadaria com milhares de degraus que levam a lado nenhum.

Thomas Heatherwick, o arquiteto da obrathomas_heatherwick_at_strelka_institute

 

 

 

 

 

 

 

 

 
O arquiteto inglês é conhecido pelo uso inovador de formas e materiais na engenharia de monumentos e esculturas públicas.

Fonte: Idealista News.

#yaridimoveis  #imobiliariaemjundiai

……………………………………………………..
Yarid Consultoria Imobiliária
Imobiliária em Jundiaí – SP
Realizar seus sonhos é a nossa meta.
www.yaridimoveis.com.br

MERCADO IMOBILIÁRIO

template_101016Dúvidas de quem vai alugar uma casa

Alugar um imóvel demanda muitos cuidados. Quem procura um imóvel para morar de aluguel nas grandes cidades brasileiras invariavelmente se depara com dores de cabeça. São inúmeros os direitos e deveres do locador e do locatário e, por essa razão, acaba gerando muitas incertezas para os consumidores. Por isso, a fim de sanar todas essas questões, listamos 34 dúvidas que geralmente ocorrem na locações de imóvel

Qual o prazo mínimo para locações? A lei não fala em prazo mínimo, mas estabelece uma série de restrições para os locadores que celebrarem contratos residenciais por período menor do que 30 (trinta) meses. Assim, o “prazo mínimo” que se realiza um contrato de locação residencial é nesse período. Já no tocante à locação comercial, o contrato poderá ser estabelecido por qualquer prazo, devendo ser obedecida a necessidade de outorga uxória (do esposo/esposa), se maior de 10 (dez) anos.

Quando o locatário devolve o imóvel antes do prazo pactuado, deve pagar multa? Durante o prazo estabelecido contratualmente, o locador não pode exigir a devolução do imóvel. O locatário, todavia, pode devolvê-lo, mas tem que pagar a multa estipulada contratualmente (se estipulada). Essa multa, no entanto, deverá ser calculada proporcionalmente ao período não cumprido no contrato.

E após o término do prazo estipulado, como fica? Após o término do prazo convencionado, o contrato passa a vigorar por prazo indeterminado, de forma que, a parte que desejar rescindi-lo deve comunicar à outra com antecedência mínima de 30 dias.

Se o locador vender o imóvel durante o prazo da vigência do contrato? Nesse caso, o comprador poderá denunciar a locação (pedir o imóvel), concedendo ao locatário um prazo mínimo de 90 (noventa) dias para desocupação, salvo se o contrato tiver cláusula de vigência e estiver registrado no Cartório de Registro de Imóveis, junto à matrícula do bem.

Há necessidade de se aguardar algum prazo a partir do vencimento do aluguel para entrar com a ação de despejo? Não. O locador pode propor a ação de despejo no dia seguinte ao atraso. Não há prazo mínimo (ou máximo, salvo a prescrição), para a propositura da ação de despejo.

Em que consiste a chamada purgação da mora? A Purgação da mora é uma faculdade que a lei concede ao locatário para evitar o despejo, pagando seu débito, apesar da propositura da ação. Ela deve ser requerida no prazo da contestação, e incluirá o débito, multa, correção monetárias, juros, custas e honorários sucumbenciais.

Falecendo o locador ou locatário, o que acontece? Morrendo o locador, a locação será transmitida (em direitos e deveres) aos seus herdeiros. Se falecer o locatário, o cônjuge sobrevivente, companheiro, herdeiros ou outros ocupantes (residentes) do imóvel ficarão subrogados em seus direitos e obrigações.

Estando o contrato em nome do locatário e vindo este a se separar, desocupando o imóvel, deixando lá sua ex-esposa, um novo contrato deverá ser celebrado? Não necessariamente. Em casos de separação judicial, divórcio ou dissolução da sociedade concubinária, a locação prosseguirá automaticamente com o cônjuge ou companheiro que permanecer no imóvel.

O locador pode cobrar aluguel antecipadamente? Depende. O locador só poderá cobrar aluguel adiantado se não exigir do locatário nenhuma garantia (fiador/ depósito/seguro fiança). Se o fizer, não poderá cobrar aluguel antecipadamente.

Qual o procedimento para a entrega/devolução de um imóvel? Você deve notificar por escrito o locador, através da administradora, com pelo menos 30 dias de antecedência, a sua intenção de deixar o imóvel. Vencido o prazo da notificação, você deve desocupar o imóvel e entregar as chaves ao locador ou à administradora juntamente com as 3 últimas contas de água e a última conta de luz pagos. Faz-se o acerto final do aluguel e a vistoria de saída do imóvel. Só então é que você e o fiador estarão exonerados das responsabilidades da locação.

Como faço para transferir/modificar o locatário ou fiador? Para mudar fiador, basta que você apresente a documentação exigida ao pretenso fiador. Se a pessoa apresentada preencher os requisitos exigidos, faz-se um pedido de aditamento ao contrato, fazendo constar a mudança do fiador. Quanto à mudança do inquilino, esta requer mais cuidado, pois além de apresentar toda a documentação exigida, se faz necessário que o atual inquilino rescinda por escrito a locação.

Fonte: Jundiaí Notícias.

#yaridimoveis  #imobiliariaemjundiai

……………………………………………………..
Yarid Consultoria Imobiliária
Imobiliária em Jundiaí – SP
Realizar seus sonhos é a nossa meta.
www.yaridimoveis.com.br