VOCÊ SABIA?

TEMPLATE_290416Londres tem vaga de estacionamento à venda por R$ 1,8 milhão.

Acha que anda pagando muito caro para estacionar? Pense novamente.
Londres tem uma vaga de estacionamento à venda por nada menos do que 350 mil libras, o equivalente a 1,8 milhão de reais.

O espaço de 6 metros por 2,4 metros fica perto do Marble Arch e do Hyde Park e está listado pela Knight Frank, que o define como “uma rara oportunidade”.

No ano passado, o Telegraph divulgou que um espaço de estacionamento em South Kensington estava à venda por 480 mil libras – mas pelo menos ele tinha espaço para mais carros e contava com segurança e cobertura.

De acordo com o site yourparkingspace, Londres tem um preço médio de estacionamento de 30 libras diárias e 293 libras mensais. Os preços mais altos são 62 libras e 750 libras, respectivamente.

Vale lembrar que um motorista precisa pagar um pedágio urbano de 11,50 libras para entrar com o seu carro no centro de Londres em um dia útil entre 7 da manhã e 6 da noite.

A vaga de 350 mil libras está mais cara do que o preço médio de uma casa no país (191 mil libras ou 989 mil reais, segundo o Land Registry) – e isso em um país conhecido pelos preços imobiliários fora de controle.

Mercado imobiliário

O número de proprietários cuja residência vale mais de 1 milhão de libras subiu 14% no ano passado no Reino Unido, de acordo com a consultoria Zoopla.

Isto significa que 75.796 britânicos se tornaram “milionários imobiliários” no período, o equivalente a 200 por dia, levando o tamanho deste contingente para 622.939 pessoas.

Em 2014, a consultoria imobiliária Savills divulgou que o estoque de casas de Londres havia atingido um valor total de 1,5 trilhão de libras – equivalente ao PIB (Produto Interno Bruto) anual do Brasil ou de Colômbia, Argentina e México somados.

O fenômeno é reflexo da recuperação da economia britânica combinada com uma oferta insuficiente de novas casas e um processo global de valorização de ativos considerados seguros.

Há também uma entrada maciça de compradores estrangeiros. Um estudo mostrou que as altas nos preços de casas em determinadas regiões da cidade estão diretamente relacionadas com turbulências políticas em outros países.

O que é boa notícia para quem é proprietário complica a vida dos mais jovens e menos abastados, para quem o sonho da casa própria fica cada vez mais distante, o que gerou o apelido de “geração aluguel”.

Fonte: Exame.

#yaridimoveis  #imobiliariaemjundiai

……………………………………………………..
Yarid Consultoria Imobiliária
Imobiliária em Jundiaí – SP
Realizar seus sonhos é a nossa meta.
www.yaridimoveis.com.br

ESTILO DE VIDA

TEMPLATE_250416No mercado de luxo, quem compra um apartamento leva jatinho

Houve um tempo em que piscinas cobertas, paredes de escalada, estações de banho para pets e salas de simulação de golfe eram amenidades que realmente ajudavam a vender umapartamentode alto padrão.

Mas com a expansão do mercado doluxoapós acrise financeira, as construtoras se viraram do avesso para subir a aposta, anunciando salas de cinema, adegas de vinho, quadras de bocha e concierges.

Tantos edifícios passaram a contar com essas regalias que o mercado parecia uma grande confusão de complementos de luxo.

Na esperança de que os compradores não tenham se tornado completamente imunes às amenidades extravagantes, um novo empreendimento em Sunny Isles Beach, na Flórida, EUA, está oferecendo algo tão acima de tudo isso que chega, de fato, ao céu.

Com cada apartamento adquirido no Aurora, de 61 unidades, os proprietários recebem uma adesão de um ano à JetSmarter. A empresa permite o fretamento de jatos privados por seus usuários em 170 países.

“Aqui é tudo muito competitivo, então por que não fazer algo realmente interessante?”, diz Tim Lobanov, diretor-geral da Verzasca Group, a empresa de incorporação imobiliária do Aurora, com sede no sul da Flórida.

Normalmente a adesão custa US$ 9.000 ao ano, por isso essa atração é um pouco mais suntuosa do que uma torradeira grátis — ou uma sala de ioga.

No Aurora, unidades com dois e três quartos são vendidas a partir de US$ 800.000, podendo chegar a US$ 1,5 milhão. Os tamanhos variam de 139 a 195 metros quadrados.

A JetSmarter oferece transporte gratuito aos seus membros nos EUA, de e para Los Angeles, Nova York e várias cidades da Flórida e do Texas, e às vezes eles também podem conseguir assentos gratuitos de último minuto para seus amigos e familiares que não são membros.

Infelizmente, o Aurora não vem com sua própria pista de pouso. Ainda é preciso ir até o aeroporto, mas a JetSmarter pode levar você até lá de helicóptero.

O Aurora não é o único empreendimento que oferece acesso fácil a aviões privados.

No bairro TriBeCa, em Nova York, os construtores do edifício localizado no número 111 da Murray Street formaram parceria com a Blue Star Jets para oferecer aos moradores acesso a um administrador de voos pessoais por meio de seu programa 25-Hour Sky Card para voos de última hora. Os moradores podem até mesmo escolher a comida e os filmes que querem ver quando estiverem no ar.

“Nosso público de compradores é realmente global”, diz Emily Sertic, diretora de vendas do 111 na Douglas Elliman. “Temos clientes que voam o dia todo vindos de outros países para se encontrarem conosco”.

O edifício só estará concluído no primeiro trimestre de 2018, mas os compradores podem sobrevoá-lo a 240 metros de altura, onde ficará algum dia o topo do edifício. Você ainda não pode usar sua varanda, mas pode voar perto de onde ela ficará.

O Aurora, assim como o 111, também vem com amenidades padronizadas de alta categoria, incluindo um jardim para ioga, sala de jogos, centro de ginástica e concierge.

Em Nova York, praticamente todos os grandes empreendimentos atualmente oferecem decks na cobertura e piscinas com raias: o do número 1.110 da Park Avenue, em Upper East Side, Manhattan, oferece aos moradores um closet com chave para armazenagem de vinhos; o número 400 da Park Avenue South tem uma sala de spinning e sauna; o número 255 da Hudson oferece aos moradores um chuveiro ao ar livre; o número 251 da 1st Street, um empreendimento de apartamentos em Park Slope, Brooklyn, oferece manobrista para carrinhos de bebê.

“O mercado está lento, por isso se presume que veremos uma batalha das amenidades”, diz Jonathan Miller, presidente e CEO da agência de avaliação imobiliária Miller Samuel. “Eu acho que o foco sobre as amenidades vai mudar para itens que são muito mais pragmáticos”.

Fonte: Exame.

#yaridimoveis  #imobiliariaemjundiai

……………………………………………………..
Yarid Consultoria Imobiliária
Imobiliária em Jundiaí – SP
Realizar seus sonhos é a nossa meta.
www.yaridimoveis.com.br

 

INFORMATIVO JUNDIAÍ

TEMPLATE_240416Turismo tem 50 expositores de Rodada de Produtos Locais

A prefeitura de Jundiaí confirmou aproximadamente 50 expositores na “1a. Rodada de Negócios (produtos de Jundiaí) que o setor de Turismo promoveu com foco em restaurantes, hotéis, lanchonetes, atrativos turísticos da cidade e ao público interessado em geral.
O evento pôde ser visitado das 9h às 17h, no Parque Municipal Comendador Antonio Carbonari, o Parque da Uva. “Já existem programas como o Empório Jundiaí ou o Jundiaí Feito à Mão. Nosso objetivo é ampliar esse alcance e atender a demanda por produtos da cidade geralmente feitas pelos visitantes”, afirmou a secretária de Agricultura, Abastecimento e Turismo, Valéria Silveira de Oliveira.

 

O perfil dos produtos locais é ser diversificado, incluindo pequenos produtores rurais ou artesanais de doces, geleias, vinhos, mel, massas, roteiros de turismo receptivo, souvenires e outros. “Esse processo mostra a diversidade e a força dessa produção local, permitindo ampliar a presença de produtos diferenciados aos turistas e visitantes”, afirmou a diretora de turismo, Marcela Moro.

 

Reconhecida cada vez mais como destino de turismo pelos órgãos especializados federais ou estaduais, Jundiaí possui muitos casos de produção exclusiva em pequena escala. A meta atual é de buscar a ampliação de sua escala para uma realidade onde o número de visitantes chegou a quase 340 mil turistas de lazer ou 120 mil turistas de negócios, em dados de 2014.

 

Entre as referências mais curiosas sobre produtos típicos de Jundiaí está a canção gravada por Marisa Monte, que cita as compotas locais na música “Diariamente”.

Fonte: jundiaionline.

#yaridimoveis  #imobiliariaemjundiai  #jundiai  #informativojundiaiyarid

……………………………………………………..
Yarid Consultoria Imobiliária
Imobiliária em Jundiaí – SP
Realizar seus sonhos é a nossa meta.
www.yaridimoveis.com.br

VOCÊ SABIA?

TEMPLATE_220416Projeto socioambiental está transformando a lama de Mariana em tijolos
A mesma lama que destruiu agora está ajudando a reconstruir.

Depois da tragédia, Mariana passa por um processo intenso de reconstrução. E a gente sabe que não está sendo fácil. Em meio às ações para reerguer as regiões afetadas nasce uma ideia simplesmente genial: Tijolos de Mariana. A premissa não podia ser mais carregada de simbolismo: a mesma lama que dizimou a cidade agora está sendo usada para reconstruí-la.

A iniciativa não está ligada ao governo nem a mineradoras e é uma parceria entre a Grey Brasil, o Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) e o Laboratório de Geomateriais e Geotecnologia da Escola de Engenharia da UFMG. Para filtrar a lama e torna-la atóxica o projeto está utilizando um processo desenvolvido pela universidade mineira, que transforma rejeitos de barragem em um composto chamado Metakflex.
Os trabalhos da Tijolos de Mariana começou artesanalmente em janeiro e, desde então, mil unidades estão sendo produzidas por mês. Agora o projeto pretende atuar em escala industrial e tem como meta reconstruir 1,2 mil casas populares, hospitais e escolas na região. Além disso, a ideia também é gerar empregos na comunidade local e expandir a venda dos tijolos a outras partes do Brasil.

A utilização da lama também cumpre um papel ambiental. Segundo o projeto, a ideia é que 700 toneladas de lama sejam transformadas em tijolos a cada ano. A Tijolos de Mariana também garante que seu processo de produção é ecológico e não envolve a liberação de gases tóxicos na atmosfera.

Para que a fábrica saia do papel, o projeto iniciou uma campanha de arrecadação de fundos no Kickante. É possível doar qualquer valor acima de R$ 10. Que tal se unir à causa?

Fonte: M de Mulher.

#yaridimoveis  #imobiliariaemjundiai

……………………………………………………..
Yarid Consultoria Imobiliária
Imobiliária em Jundiaí – SP
Realizar seus sonhos é a nossa meta.
www.yaridimoveis.com.br

DECORAÇÃO

TEMPLATE_180416Transforme um ambiente pequeno em um espaço amplo

É possível transformar seu apartamento pequeno em um local amplo. Quer saber como? Confira as dicas sobre iluminação, decoração e pintura

Seu apartamento é compacto e você está em dúvida sobre como decorar e projetar as diversas etapas da obra? Não se preocupe! Nós separamos algumas dicas de como montar projetos de decoração, jardinagem e pintura que ajudam transmitir sensação de amplitude em apartamentos pequenos.

 

 

Iluminação

 

Uma das etapas mais importantes, o projeto de iluminação de ambientes pequenos deve ser pensado com muito carinho para que todos os ambientes recebam luz adequada. Nas salas de estar e de jantar, por exemplo, aposte na instalação de pendentes para proporcionar luz mais aconchegante. Em uma das paredes, coloque um espelho grande para ajudar a transmitir a sensação de um ambiente maior.

 

Vasos, plantas e flores

 

O contato com a natureza é sempre inspirador. Se seu apartamento é compacto e você deseja montar um espaço verde, aposte no jardim vertical, montado com plantas, flores e vasos em uma parede.Outra ótima pedida é fazer uma pequena horta na sacada de seu apartamento, que, além de terapêutico, é uma maneira de produzir seus próprios temperos.

 

Quadros, tapetes, papel de parede

Decorar os ambientes na medida certa é o segredo para apartamentos compactos. Os quadros são peças indispensáveis na sala, mas você deve optar por instalar apenas um ou dois, já que paredes completamente ocupadas dão a impressão de um ambiente ainda menor. Em relação aos tapetes, evite os modelos muito grandes, escuros e estampados, pois essas versões também despertam a sensação de ambiente apertado. A mesma regra vale para a escolha do papel de parede: opte pelos modelos de cores neutras e sem muitas estampas.

Pintura

Cores claras sem dúvida são as melhores opções para ajudar a transmitir a sensação de amplitude ao local. Na hora de pintar as paredes do seu apartamento, escolha as tintas bege claro, gelo, cinza claro, entre outras mais suaves. Para criar uma percepção de continuidade nos cômodos, pinte os ambientes integrados com a mesma cor.

Fonte: Leroy Merlin.

#yaridimoveis  #imobiliariaemjundiai

……………………………………………………..
Yarid Consultoria Imobiliária
Imobiliária em Jundiaí – SP
Realizar seus sonhos é a nossa meta.
www.yaridimoveis.com.br

 

 

 

 

INFORMATIVO JUNDIAÍ

TEMPLATE_170416Prefeitura inicia trabalhos do Projeto Nascentes Jundiaí

A Prefeitura iniciou os trabalhos de campo do Projeto Nascentes, com a colaboração da organização The Nature Conservancy (TNC), para o mapeamento final de propriedades rurais que vão poder receber sem custos a recuperação florestal exigida por lei para o entorno de nascentes e riachos. A adesão é voluntária e os custos de plantio vão ser cobertos por empresas e até órgãos governamentais com passivos ambientais em andamento.

Dentro do prazo de 70 dias, o trabalho deve ser finalizado pelo apoio de técnicos da Secretaria de Agricultura, Abastecimento e Turismo e coordenado pela bióloga Simone Bazarian. Entre 200 propriedades rurais apontadas para o projeto-piloto pela Dae (que entre 2013 e 2015 fez o levantamento de 1,4 mil nascentes de água em todo o município), foram selecionadas 33 delas para oferecer a parceria nessa primeira etapa.

“A ideia é que toda a zona rural, onde estão os mananciais, seja preservada para que não tenhamos problemas daqui a dez ou vinte anos. A cidade passou bem pela crise de 2014-2015, mas precisamos garantir mais qualidade e quantidade de água para o município”, afirmou o prefeito Pedro Bigardi no lançamento do programa no Dia Mundial da Água, em 22 de março.

Nesta quarta-feira (13), a visita técnica ocorreu no Sítio Santa Isabel, na região da Roseira, uma das propriedades que já estão mapeadas no Cadastro Ambiental Rural (CAR), obrigação federal que em também conta para seu cumprimento com o apoio da Prefeitura.

Mudança de mentalidade
Como a água para os 400 mil habitantes do município e também para suas empresas vem das zonas rurais e de proteção ambiental, o trabalho tem efeitos didáticos para todos os moradores e instituições.

“A produção de água, que depende do bom estado de nascentes e riachos, é somente um dos serviços ambientais prestados por essas áreas ao lado do clima, da paisagem, da biodiversidade e dos alimentos”, destaca a secretária, Valéria Silveira de Oliveira.

Esses aspectos estão citados, entre outros instrumentos, no futuro programa de prestação de serviços ambientais (PSA) incluído no projeto do novo Plano Diretor Participativo.

Mas as questões do trabalho de campo são mais cotidianas. O produtor João Fontebasso, por exemplo, lembra que seus ancestrais chegaram à região da Roseira em 1913 e, três anos depois, estavam produzindo uvas do tipo Isabel (a Niagara Rosada, que tornou Jundiaí conhecida nacionalmente como Terra da Uva, surgiria somente na década de 30). As uvas eram embaladas em cestos feitos com bambu no próprio local e levadas de carroça por quilômetros até a estação de trem para serem vendidas no Mercado da Cantareira, na capital.

“Hoje estamos voltados para a produção orgânica como milho e caqui, além de um talião recente de ameixa. O córrego que passa por aqui vem do alagado da divisa com Jarinu e Itatiba, havendo ainda muitas nascentes na região. Faltava mais apoio aos produtores da cidade”, afirma ele, que há quase trinta anos vende seus produtos na Feira de Orgânicos do Parque da Água Branca, também na capital.

O diretor Gilberto Bardi, também do setor de agricultura, aponta a cobertura de custos de replantio como um bônus adicional aos esforços de valorização que recentemente teve o Programa Municipal de Subsídio do Seguro Agrícola, entre outros.

Para a bióloga Simone Bazarian, a atenção imediata está voltada para o cadastro e mapeamento das propriedades dentro do prazo de 70 dias. Além de observar as normas federais como o Código Florestal sobre áreas de mata ciliar de córregos e de entorno de fontes naturais, busca conciliar isso com as atividades dos proprietários. Um exemplo é a proximidade de soluções como bebedouros para animais que evitem o pisoteio do solo ao lado das nascentes ou córregos, por exemplo, com tradições locais antigas como as “vascas”, apelido de origem italiana para pontos de lavar roupa nos sítios.

Contexto global
O trabalho em andamento em Jundiaí é um projeto-piloto local e também global da Coalisão Cidades Pela Água, que a TNC, uma das maiores organizações ambientalistas do mundo, está desenvolvendo na bacia dos rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí (uma das áreas com maior estresse hídrico do país) em parceria inicialmente com grandes empresas como Ambev e Coca Cola Brasil. O objetivo de grande alcance é ampliar a disponibilidade de água para mais de 60 milhões de brasileiros em 12 regiões metropolitanas e, ainda, reduzir os riscos para os moradores e empresas sobre esse elemento fundamental para a vida.

Também participando da recepção da visita técnica, a parceira do sítio Nereide chama a atenção para dicas como a troca dos carboidratos matinais comuns pelo inhame ou batata-doce, assim como a valorização dos alimentos do campo e de seus produtores. “A vida rural não é fácil, mas é única nesse contato com a natureza. Se pudermos mantê-la para as novas gerações será essencial”, afirma.

Fonte: jundiai.sp.gov.br

#yaridimoveis  #imobiliariaemjundiai  #jundiai  #informativojundiaiyarid

VOCÊ SABIA?

TEMPLATE_150416As 10 construções europeias mais bonitas

Para nós, brasileiros, viajar para a Europa é mergulhar na história. Como nosso país tem apenas 500 anos, ficamos impressionados com a grandiosidade das construções europeias. Pra completar, quem curte arquitetura ainda pode se maravilhar com os traços da arquitetura europeia, materiais e detalhes usados nas fachadas dos castelos, catedrais e prédios do velho mundo.
Por isso vale a pena conferir a lista das 10 construções europeias mais lindas de acordo com a UNESCO (que também as concedeu o títulos de patrimônios da humanidade). Para fazer a lista a organização considerou mais do que apenas fachada: foram levados em conta também o tamanho, jardins, decoração interna, nível de detalhes. Você ama tudo isso? Então já pegue a caneta e anote os 10 lugares que você precisa conhecer da próxima vez que cruzar o Atlântico:

10 – Chateau de Chambord, Vale do Loire, França
Um dos mais conhecidos castelos do mundo devido à sua distinta arquitetura em estilo Renascentista francês que combina as formas medievais francesas tradicionais com as estruturas clássicas italiana.
10-Chateau-de-Chambord

9 – Palácio Nacional da Pena, Sintra, Portugal
Representa uma das principais expressões do Romantismo arquitectónico do século XIX no mundo.
9-Palacio-Nacional-da-Pen

8 – Monte Saint Michel, Normandia, França
A abadia e o santuário foram construídos em homenagem ao arcanjo São Miguel.
8-Monte-Saint-Michel

7 – Grand Palace, Bruxelas, Bélgica
É a praça central de Bruxelas. Nela ficam o Hotel da Cidade e a Casa do Rei.
7-Grand-Palace

6 – Complexo de castelos Alhambra em Granada, Andalusia, Espanha
Representa uma das principais expressões do Romantismo arquitectónico do século XIX.
6-Complexo-de-castelos-Al

5 – Museu do Louvre, Paris, França
Um dos maiores e mais famosos museus do mundo.
5-Museu-do-Louvre

4 – Westminster Palace, Londres, Reino Unido
A construção também é conhecida como Casa do Parlamento.
4-Westminster-Palace

3 – Duomo em Florença, Toscana, Itália
A enorme catedral possui uma arquitetura gótica com cores claras.
3-Duomo

2 – Palácio de Versalhes, Île-de-France, França
Esse luxuoso palácio pode ser considerado o mais grandioso da realeza francesa.
2-Versalhes

1 –  Winter Palace, São Petersburgo, Rússia
Foi desenhado por Bartolomeo Rastrelli, possui estilo rococó e conta com 1.786 portas e 1.945 janelas.
1-Winter-Palace

Fonte: Zap Imóveis.

#yaridimoveis  #imobiliariaemjundiai

……………………………………………………..
Yarid Consultoria Imobiliária
Imobiliária em Jundiaí – SP
Realizar seus sonhos é a nossa meta.
www.yaridimoveis.com.br

 

 

DICAS

TEMPLATE_110416Organizar a mudança pode evitar maiores transtornos

O trabalho é inevitável, mas confira algumas dicas para fazer a mudança de forma mais simples e organizada

Uma mudança pode significar um recomeço, a chegada de uma nova rotina e gera aquele friozinho na barriga. Além disso, antes de começar a viver as novas experiências, é preciso encarar o trabalho que é encaixotar tudo na casa velha e desencaixotar no imóvel novo. O transtorno é inevitável, mas ele pode ficar mais ameno se houver organização na hora de preparar a mudança. Confira algumas dicas para fazer a mudança de forma mais simples e organizada.

Antes de mais nada, se você tem conhecimento da mudança com antecedência, comece a organizar tudo com o maior prazo possível. O primeiro passo é juntar caixas, que podem ser encontradas em supermercados. Como você não sabe quantas serão necessárias, pegue o máximo possível para não faltar na hora que estiver empacotando tudo.

Não deixe para começar a empacotar as coisas em cima hora. Pode ter certeza que o trabalho é enorme e pode levar mais tempo do que o previsto. “Empacotar tudo dá muito trabalho e, começando com antecedência, você não corre o risco de esquecer nada”, explica a arquiteta Juyana Alecrim, do escritório Alecrim Arquitetura.

Aproveite o momento que estiver separando as coisas que serão encaixotadas para avaliar o que é realmente necessário levar, desta forma a quantidade de coisas será menor e o trabalho também. “Pratique o desapego e não leve coisas que você nunca usou ou não usa há um bom tempo. Se não usou até agora ou não usa faz tempo é porque não vai usar mais e ele será só mais um volume para você se preocupar e ocupar espaço”, aconselha Julyana.

É importante ter critérios na hora de encaixotar as coisas para facilitar na hora de desembalar tudo na casa nova. “É muito importante colocar o conteúdo das caixas por cômodo porque vai facilitar na chegada à casa nova. Outra coisa importante é marcar o que tem dentro de cada caixa, se é frágil ou pesado”, explica a arquiteta. Ela ainda aconselha anumerar as caixas por importância ou ordem de desembrulhar, deixando como prioridade as coisas que você vai usar primeiro. “Comece pela cozinha por conta das comidas que podem estragar”, acrescenta.

O princípio básico de uma mudança e de conhecimento de todos é que é preciso embalar bem os produtos frágeis, podendo usar jornal ou plástico bolha para envolver os objetos de vidro. Mas outra dica também pode ajudar. “Na hora de guardar as roupas, coloque aquelas que geralmente ficam penduradas dentro do armário com o cabide dentro da caixa porque vai facilitar na hora de rearrumar na casa nova”, afirma Julyana. Lembre ainda de separar o fios de aparelhos eletrônicos e os identificar para não fazer confusão na hora de desembalar. Já uma dica para os talheres é deixá-los no próprio porta-talher e embalar a caixinha com papel ou papel contato.

Não se esqueça de deixar separado um “kit de sobrevivência” para o dia da mudança. “Reserve itens de banheiro, água, uma muda de roupa porque estará tudo encaixotado e você pode precisar de alguma coisa. Desta forma evita ter que abrir as caixas para encontrar o que precisa”, sugere a arquiteta.

Depois de embalar tudo, não se esqueça de fazer um check list para ter controle maior no dia da mudança. “O dia da mudança é muito corrido e cheio de gente estranha entrando e saindo de casa. É importante anotar o passo a passo do dia, o que vai para doação, o que é lixo, o que fica e o que vai, quantas caixas são e para que ambiente elas vão, a quantidade de móveis e eletrodomésticos. Isso ajuda na hora de conferir tudo na hora que as coisas forem chegando na casa nova”, reforça Julyana.

Por último, ao chegar na casa nova, não vá jogando tudo de forma aleatória. Ter critérios é fundamental para facilitar a organização de forma rápida e prática no novo espaço. “Não saia colocando tudo em qualquer lugar. Reserve um cômodo para acomodar todas as caixas e depois vá subdividindo cada caixa no seu respectivo ambiente. Ao retirar as coisas das caixas, vá já colocando tudo no lugar correto porque isso adianta o serviço”, ressalta. E lembre-se: se o cansaço for muito grande depois de um dia de mudança, saiba que não é preciso desencaixotar tudo no mesmo dia. Organizar as coisas descansadas pode dar um resultado melhor e mais rápido.

Fonte: Zap Imóveis.

#yaridimoveis  #imobiliariaemjundiai

……………………………………………………..
Yarid Consultoria Imobiliária
Imobiliária em Jundiaí – SP
Realizar seus sonhos é a nossa meta.
www.yaridimoveis.com.br

INFORMATIVO JUNDIAÍ

TEMPLATE_100416Jundiaí ganha aplicativo que facilita buscas por estabelecimentos comerciais e rotas turísticas

“O usuário será beneficiado com as opções Delivery e Agendamentos. Com alguns cliques será possível pedir comida no restaurante predileto ou marcar horário do banho do cachorrinho no pet shop, por exemplo”, explica Jaqueline Aguiar- franqueada.

A Franquia do aplicativo Onde Ir já está em pleno funcionamento na cidade de Jundiaí, interior de São Paulo. A unidade, recém-inaugurada, faz parte de uma rede, que em menos de um ano, já conta com mais de 30 franqueados espalhados por todo país.

O Onde Ir Jundiaí funciona como um guia comercial com foco regional, nele é possível encontrar endereços, telefones de contato, ligar automaticamente para os estabelecimentos, ver a localização no mapa, traçar rota para chegar ao local escolhido, deixar comentários, sugestões, elogios, e ainda avaliar a qualidade do atendimento.

“Quer tomar um cafezinho? No Onde Ir você encontra. Quer jantar com a família ou beber um Chopp com os amigos? O Onde ir oferece as melhores opções, tudo bem rápido e prático, na tela do seu celular”, explica Fernando N. Dionizio- franqueado.

Nas próximas semanas a franquia Onde Ir Jundiaí irá implementar no app novas funcionalidades.

“O usuário será beneficiado com as opções Delivery e Agendamentos. Com alguns cliques será possível pedir comida no restaurante predileto ou marcar horário do banho do cachorrinho no pet shop, por exemplo”, explica Jaqueline Aguiar- franqueada.

PARA EMPRESAS

O Onde Ir é uma excelente ferramenta de marketing principalmente para as pequenas empresas. Os estabelecimentos podem divulgar suas marcas, produtos e serviços, conquistar novos clientes e até gerar vendas. A franquia também oferece serviço de envio de notificações para os usuários. Para estarem no app as empresas pagam uma taxa a partir de R$ 40,00 por mês.

PRINCIPAIS UTILIDADES

A cidade
Os melhores estabelecimentos e pontos turísticos.

Rota
Trace a rota até o local utilizando o GPS de seu aparelho.

Contato
Entre em contato com o estabelecimento de forma prática e rápida.

Avaliação
Avalie o estabelecimento, compartilhe sua experiência com outros usuários.

Favoritos
Salve seus locais favoritos para rápido acesso.

Social
Compartilhe os estabelecimentos nas redes sociais (Facebook e Twitter).

COMO BAIXAR
O app está disponível gratuitamente para download em sistemas Android e IOS, é fácil de usar e simples de baixar. Basta o usuário entrar na Play Store ou Apple Store, digitar Onde Ir Jundiaí, instalar o aplicativo e começar a utilizar.

SERVIÇO
http://ondeirjundiai.com.br/

Fonte: Exame.

#yaridimoveis  #imobiliariaemjundiai  #jundiai  #informativojundiaiyarid

 

VOCÊ SABIA?

TEMPLATE_080416Imóvel de família pode ser leiloado ou penhorado?

O que é imóvel de família? Ele pode ser leiloado ou penhorado? Apontamos 8 casos onde imóveis de família podem ir a leilão ou a penhora. Confira:

1 – Para pagar prestações em atraso do financiamento imobiliário que permitiu a compra ou a construção da residência, é possível penhorar o imóvel. O banco que financiou a aquisição da propriedade pode, portanto, retomá-la se houver inadimplência. Desde meados da década passada, o mesmo direito também é garantido aos bancos pela chamada “alienação fiduciária”. Por meio desse instrumento, a pessoa só terá direito à propriedade quando terminar de pagar as prestações do financiamento. Até lá, o imóvel fica em nome do banco, e o morador só tem direito à posse.

 

2 – Para pagar dívidas trabalhistas com os empregados domésticos do próprio imóvel, é permitida a penhora. Se o proprietário da residência não pagar os salários e benefícios da faxineira ou do jardineiro, por exemplo, o imóvel poderá ser retomado para a quitação dos débitos.

 

3 – Outra exceção que pode levar à penhora de um bem de família é quando uma pessoa deixa de pagar a pensão alimentícia aos filhos. Essa é uma infração com uma das penalidades mais rígidas da legislação brasileira. Deixar de pagar a pensão dos filhos também é crime inafiançável. O devedor pode ser preso e ficará detido até que regularize a situação.
4 – Um imóvel pode ser penhorado para o pagamento de dívidas tributárias relativas ao próprio imóvel. Se o proprietário deixar de pagar o Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU), pode perder o bem de família. Desde 2011, a Prefeitura de São Paulo tem fechado o cerco aos devedores do IPTU. Como nas últimas décadas houve diversas oportunidade de renegociar esses débitos com a prefeitura e se livrar de multas e juros, muita gente deixava de recolher o IPTU na data dos vencimentos para acertar a pendência mais para frente em condições favoráveis.

 

Agora, a prefeitura decidiu começar a notificar os donos dos imóveis com pendências e a ameaçá-los com a possiblidade de execução judicial e de leilão da propriedade se não houver a quitação dos débitos. No Rio de Janeiro, onde esse tipo de ação já é realizada há mais tempo, há muitos questionamentos judiciais da constitucionalidade dessa política de cobrança. Muitos proprietários contestaram a possibilidade de execução na Justiça, mas a vitória ou a derrota na ação depende principalmente do juiz que analisa o processo, uma vez que a questão não está pacificada.

 

5 – Quando o imóvel é oferecido como garantia de uma dívida, o devedor também pode perdê-lo se não pagá-la em dia. O imóvel de família que serve como garantia de hipoteca está sujeito à penhora.

 

6 – Quando o imóvel foi comprado com dinheiro sujo ou gerado por conduta criminosa, fica sujeito à penhora mesmo que abrigue a família do criminoso.

 

7 – Quando alguém é fiador em um contrato de aluguel e se compromete a garantir os pagamentos do inquilino, também fica sujeito a ter o imóvel penhorado caso haja inadimplência.

 

8 – A questão mais polêmica em relação à penhora de imóveis de família é quando a pessoa mora em uma propriedade de luxo. A lei 8.009/90 não prevê explicitamente essa possiblidade, mas muitos juízes de primeira e segunda instâncias permitem que a propriedade seja vendida para arcar com a dívida inadimplente.

Fonte: Curiosidades Imobiliárias.

#yaridimoveis  #imobiliariaemjundiai

……………………………………………………..
Yarid Consultoria Imobiliária
Imobiliária em Jundiaí – SP
Realizar seus sonhos é a nossa meta.
www.yaridimoveis.com.br